Por que prevenir perdas é crucial durante a retomada do varejo?

O varejo está dando sinais de recuperação. De acordo com um levantamento recente feito pela Mastercard, as vendas totais do varejo cresceram 3,3% em agosto em relação ao mesmo período de 2016. O bom resultado vem se mantendo pelo quarto mês consecutivo.

Diante da melhora na perspectiva de vendas e do aumento esperado pela chegada do fim do ano, a hora é positiva para que os varejistas brasileiros possam, depois de um período de crise, finalmente vender mais. Mas também é o momento para que a prevenção a perdas ganhe ainda mais destaque, afinal, mais público circulando pelos estabelecimentos também pode impactar em prejuízos inesperados.

Como se preparar para a retomada do varejo sem ser impactado por perdas?

Proteção eletrônica de mercadorias

Os sistemas eletrônicos antifurto são hoje o que há de mais moderno e previnem não somente furtos em si, como também são ferramentas eficazes na gestão de estoques. Antenas e etiquetas antifurto têm um ótimo custo benefício e funcionam para diversos tamanhos e propósitos de lojas – desde grandes varejistas até comércios menores. As etiquetas são divididas em vários formatos e podem ser adaptadas a clientes diversos. As antenas, como as comercializadas pela Mauser, por sua vez, vêm com funções que podem, inclusive, fazer um varejista incrementar sua renda.

Exposição inteligente de produtos

É hora de tirar produtos eletroeletrônicos do confinamento e fazer com que eles possam ser experimentados pelos consumidores. Para essa demanda, os cadeados eletrônicos antifurto são a melhor alternativa. Eles funcionam como displays – elegantes e eficazes – e ajudam a vender ao mesmo tempo em que mantém o item seguro.

Gestão eficiente de estoque

Maior movimento significa mais mercadorias migrando para vitrines, bancadas e gôndolas. Manter uma gestão eficiente de estoque é fundamental para evitar prejuízos desnecessários. Checklists e inventários devem ser realizados periodicamente.

Mapeamento das Hot Zones e dos Produtos de Alto Risco

As hot zones são as áreas de seu negócio que concentram mais gente e, por isso, as mais sensíveis também para problemas, como quebras e furtos. É possível conhecê-las a partir de softwares acoplados a contadores de fluxo. Já os produtos de alto risco são aqueles que mais sofrem furtos ou avarias e representam, sozinhos, quase o total de perdas de uma loja. Identificá-los e protegê-los é passo decisivo para evitar prejuízos e lucrar mais.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *