Como focar os produtos de alto risco dentro da sua loja e minimizar prejuízos

Produtos de alto risco são, em poucas palavras, os itens mais visados dentro de seu negócio. Em linhas gerais, alguns poucos produtos podem somar quase 80% do total de perdas de um estabelecimento. Um exemplo prático: nos supermercados, as carnes são consideradas produtos de alto risco, porque lideram o rol de furtos. Cada segmento possui suas próprias particularidades e seus próprios itens mais visados. Para minimizar os prejuízos que o varejista pode ter nesta área, a Mauser Security separou algumas dicas. Veja:

Conheça quais são seus itens PAR

Antes de tudo, é preciso identificar quais são os produtos de alto risco para poder começar a adotar uma estratégia preventiva eficaz. Por isso, a realização periódica de inventários é de suma importância, assim como a elaboração de relatórios de perdas. Cruzar dados e mapear perdas vai fazer com que o lojista conheça seus produtos mais delicados e consiga investir em soluções eficientes para evitar o problema.

Proteja seus produtos, mas sem confiná-los

Muitos varejistas acreditam que confinar os produtos de alto risco possa ser uma solução para evitar furtos ou avarias. Mas tirá-los do alcance do consumidor também pode impactar negativamente as vendas. Invista, em vez disso, em cadeados eletrônicos antifurto e etiquetas e antenas antifurto. São soluções que permitem que os itens continuem à disposição dos clientes e com risco muito menor de serem violados.

Direcione seu foco para as áreas mais sensíveis e as fiscalize

Quando se fala em Produtos de Alto Risco, como dito anteriormente, estamos falando da maior parte onde as perdas estão concentradas. Focar nestes produtos tem duas vantagens principais: reduzir grande parte do montante das perdas e aumentar o lucro. Conhecer esses produtos sensíveis e fiscalizá-los de perto pode significar minar e muito o índice de perdas de seu negócio. Investir na capacitação de seus times e no monitoramento das áreas mais suscetíveis são dois aliados importantes no processo.

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *